APLICAÇÃO

CARNES

CARNES >

RESFRIAMENTO DE CARCAÇAS

Aumento de produtividade, melhoria na qualidade e redução das perdas têm sido as grandes metas em todos os segmentos produtores de alimentos no Brasil. No setor frigorífico não é diferente. Estima-se que até 3% da produção é perdida diariamente por ineficiências na refrigeração. Para minimizar a chamada “quebra”. Em Câmaras de Resfriamento para Carcaças a TERMOPROL ZANOTTI do Brasil faz uso da mais alta tecnologia aplicada para minimizar ao máximo essa “quebra”.

A vazão e a velocidade do ar são controladas ao longo do processo de resfriamento com ventiladores do tipo EC (Eletronicamente Comutados), isso nos garante um controle preciso da velocidade do ar evitando problemas como a queima (resfriamento excessivo da superfície) e a desidratação.

Somente a redução da velocidade do ar faria com que os evaporadores removessem mais umidade do ambiente. Para atuar sobre essa questão nossos equipamentos possuem maior área de face, válvulas de expansão eletrônicas e controle computadorizado de evaporação.

Com a utilização da nossa tecnologia é possível reduzir em até 50% a perda de peso durante o período de resfriamento até o congelamento. “Se levarmos em conta que a quebra gera uma perda de 1,5% a 3%, com a ventilação controlada no sistema de refrigeração do frigorífico, esta perda cai para 0,8% a 1%”.

Para melhor dimensionar os benefícios, caso se tenha um frigorífico com uma produção de mil cabeças de gado/dia, no qual cada cabeça proporcione 200 quilos de produto, chega-se a um valor diário de 200 toneladas/dia. Com uma redução de apenas 0,5% na perda pela quebra, correspondente a 1.400 quilos/dia e tomando como referência R$ 6,00 por quilo, o custo do produto dispensado, chega-se a um desperdício mensal de mais de R$ 184 mil reais.

“Estes números mostram que todo o investimento feito na ventilação controlada neste sistema de refrigeração tem um retorno em poucos meses, sem computar nesses cálculos os ganhos com o menor consumo de energia”.

2

NOTÍCIAS RELACIONADAS