Refrigeração na Logística de Medicamentos | Blog - Termoprol - Tecnologia em refrigeração Whatsapp

Refrigeração na Logística de Medicamentos

O processo de Logística de Medicamentos tem bastante semelhança com a Logística de Alimentos; entretanto, os medicamentos são perecíveis e possuem um valor agregado bem maior, contando com uma legislação infinitamente mais rigorosa.

Alguns produtos possuem rígido controle de temperatura, em que a legislação prevê que a carga deve ser descartada em caso de o ambiente permanecer 0,5ºC fora da faixa de operação por um tempo maior do que o estipulado.

Para isto, nossa linha de monoblocos e unidades condensadoras são algumas das melhores opções para desempenhar e garantir a segurança necessária. São equipamentos totalmente autônomos, em que é possível trabalhar com um sistema que oferece muito mais do que 100% de backup a fim de garantir que mesmo na eventual falha de um equipamento, seja possível atender a carga térmica. E, ainda que um segundo equipamento venha a falhar, um outro equipamento trabalhará para manter o produto abaixo do limite superior de temperatura. Assim, prevenimos riscos de perda de carga estocada.

No recebimento e expedição ocorrem transferências e transbordos, em uma área com inúmeras aberturas de portas, as quais podem contaminar o ambiente com sujeiras e alteração de temperatura e umidade relativa do ar entre a transferência do caminhão e a conferência de carga. Neste momento, a melhor opção é o uso de equipamentos monoblocos com controle automatizado de temperatura e umidade relativa do ar, pois eles atuam na preservação da qualidade dos produtos. Além dos monoblocos, nossa ampla linha de unidades condensadoras e racks multicompressores são customizados para atender às necessidades de cada projeto.

A estocagem é uma das áreas mais importantes do projeto de logística de medicamentos, pois é o momento em que um alto valor agregado está concentrado em um único lugar. É indispensável que se mantenha todos os cuidados possíveis para preservar os produtos: manutenção de temperatura, cuidados com contaminação, ventilação correta entre os pallets, entre outros.

A etapa de maior vulnerabilidade deste tipo de produto é o transporte, pois trata-se de mercadorias de alto valor contábil. A variação de temperatura de medicamentos deve ser evitada a fim de não alterar as propriedades do produto. Preocupados com a qualidade do transporte deste tipo de mercadoria, os engenheiros da Termoprol de Brasil e da Itália desenvolveram uma linha de equipamentos robustos e confiáveis, voltados ao transporte de medicamentos em nossas rodovias.

Nós
queremos
ouvir você

Nós queremos ouvir você
Ligue para
ENVIAR